Meditação para iniciantes

Atualizado: Mar 1

O ritmo do mundo vai nos dominando até que decidimos não mais aceitar que eventos externos determinem como vai ser nossa existência. A meditação pode ser um caminho simples e seguro para quem busca um novo estilo de vida

Introduzindo a meditação para iniciantes. Fiz isso centenas de vezes

Sempre tive medo de ir para a cadeia. E o motivo era um só: a tortura de ficar preso em algum lugar onde não poderia fazer o que eu quisesse. Definitivamente essa expectativa se desintegrou quando participei de um retiro de meditação silenciosa de 10 dias. Sem poder me comunicar com ninguém, sem poder ler livros ou ouvir músicas tive a minha maior experiência de liberdade.


Se a meditação mudou minha vida, pode mudar a de todos. E não precisa de um retiro para evidenciar suas vantagens, mas apenas a decisão por uma mudança de atitude

Meditação é uma prática milenar que o ocidente recebeu de braços abertos quando comprovou cientificamente seu poder curativo e tranquilizador. E os resultados são surpreendentemente rápidos, mesmo em uma mente não treinada.


Bom, né? Mas há um desafio a ser vencido: antes de desfrutar dos benefícios da meditação, nós passamos por uma espécie de detox e essa experiência – desapegar da mente agitada e rebelde – pode dar a impressão que meditar é difícil, ou que não estamos prontos. Resista! Com um pouco de disciplina e determinação você passa por esse período turbulento e começa a aproveitar as vantagens de dedicar um pedacinho do seu dia para ficar quieto, calmo e em silêncio, descansando essa “máquina mental” que não cala um minuto.


Uma vida plena e harmoniosa está ao alcance de todos e a meditação é uma maneira prática de perceber que a felicidade está dentro de nós.


Use esse artigo para os primeiros passos e avance no seu ritmo. Boas práticas!

O que é meditação?

A meditação é obtida através de nossa própria experiência, portanto, defini-la em palavras é sempre impreciso. Existem muitas técnicas e explicações, mas podemos entender meditação como o ato de se concentrar. Não qualquer concentração, mas uma que faz conexão com mente, corpo, emoções e energia.


A questão “que conexão é essa?”, é completamente livre de doutrinas ou filosofias. Religiosos, agnósticos, cientistas e leigos obtêm vantagens com a prática, unindo-se com algo maior ou consigo mesmo. Meditar é treinar sua consciência - ou nosso poder de observação - para não sermos dominados pelos pensamentos e emoções. E para que nossa energia e corpo sejam beneficiados por uma mente serena e focada.



Como meditar na prática

Postura corporal

Sente-se confortavelmente em uma posição que seja possível não se mexer por um período, que pode ser de apenas alguns minutos. Tente manter o tronco ereto, respeitando suas limitações físicas, em uma posição que favoreça a respiração.


"Abra" os pulmões, recolha um pouco o queixo, mas sem tensão. Chamamos a postura meditativa de “atenção relaxada”, uma posição que se acostuma aos poucos, à medida que se pratica. Se possível, respire pelo nariz. A respiração é normal, como você costuma fazer no decorrer do dia. Feche os olhos, procure relaxar o rosto, os ombros e os músculos do corpo.


Postura mental

Mantenha foco na sua respiração. Sinta a maneira como o ar entra pelas narinas quando inspira e a maneira como o ar sai quando expira. Quando pensamentos ou emoções quiserem disputar sua atenção, apenas volte a atenção novamente para o ato de respirar. Continue trazendo gentilmente a atenção à respiração quantas vezes for necessário durante o tempo que se determinou a meditar.


Postura emocional

Sentiu uma certa ansiedade, um incômodo estranho, uma sensação de inutilidade ou vontade de abandonar a meditação? Apenas observe suas emoções, lembrando que você está em um ambiente seguro, o que vai evidenciar que essas sensações não são reais, apenas emoções não treinadas.


Postura energética

Respeitando as posturas mentais, físicas e emocionais, a energia se estabiliza de forma autônoma e, com o tempo, o equilíbrio obtido não se perde mais.


Confie! Todos os benefícios atrelados à meditação virão a partir dessa prática elementar

Quais as vantagens da meditação?

Inicialmente as pessoas são atraídas pela promessa - estampada no rosto sereno dos meditadores - que a meditação mantém os praticantes relaxados. Mas esse "repouso" se obtém, na verdade, quando você está consciente dos eventos que acontecem à sua volta. Com autocontrole e autodomínio, além de se sentir seguro e calmo, sua pressão sanguínea é aliviada, doenças simples diminuem de intensidade e as psicossomáticas perdem força.


A meditação realça a capacidade de captar as sutilezas no comportamento das pessoas, desenvolvendo a habilidade de se colocar no lugar do outro, melhorando os relacionamentos.


Meditadores tendem a ser mais produtivos, pois a mente se organiza. As boas ideias surgem nos momentos certos: no trabalho, em reuniões, nos sonhos, nos bate-papos, em planejamentos,

em apresentações. Essa transformação acontece pela determinação de sistematizar as tarefas mentais de forma consciente.


Funciona assim: a mente treinada não se cansa durante o dia e começa a ter noites de sono revigorantes. A mente revigorada desperta com bom humor e disposição. Bom humor e disposição proporcionam um excelente dia produtivo. Produtividade precede a prosperidade.


Algumas dicas importantes

Nós somos seres de hábitos. E se comportamentos ruins podem acelerar nossa mente, comportamentos bons podem ajudar na meditação. Então procure meditar todos os dias para criar esse novo padrão em sua mente. Se possível, sempre no mesmo lugar e no mesmo horário. Vá investigando quando e onde a meditação é mais confortável e proveitosa.


Meditar na cama ou deitado pode ser muito desafiador, pois estamos iniciando uma relação mais íntima com o nosso inconsciente e o relaxamento pode levar ao sono. Procure sentar em uma cadeira, banco ou almofada.


Quando terminar a meditação, respeite os momentos que passou. Mantenha o observador presente. Aos poucos a impulsividade vai deixando de existir e a consciência passa a ser dominante.


Uma técnica para iniciantes

Tranquilidade é a base da meditação. Invista o tempo necessário para encontrar uma posição adequada (muito relaxamento dá sono, muita rigidez traz tensão) em que você possa ficar imóvel por um tempo, porém, confortável.


Vá acalmando a respiração enquanto passeia sua atenção por todo o corpo, relaxando as áreas que estiverem tensas.


À medida em que relaxa, a respiração vai naturalmente migrando do esforço da inspiração torácica para a barriga (respiração diafragmática). Esta é a respiração que os bebês fazem quando estão tranquilos.


Inicie a percepção da respiração nas narinas. Aqui começa o processo de trazer a atenção para a respiração sempre que a mente se perder em devaneios. Mantenha-se tranquilo. A estabilidade virá.


Os pensamentos interrompem sua meditação, certo? Assim como acontece com a respiração, deixe que venham. Deixe que vão. Não dê importância a eles. Ao perceber que se distraiu com os pensamentos, conduza sua atenção suavemente ao foco de atenção: sua calma, relaxante e pacificadora respiração.


Observe o ato de respirar pelo tempo que quiser. Finalize a meditação colocando a atenção nos elementos externos a você, como sons, a temperatura ambiente, alguma brisa, o contato de sua pele com o tecido da vestimenta. Então, alongue-se calmamente e volte às suas atividades normais.


vidas frequentes

Por quanto tempo devo meditar?

A frequência é muito mais importante que a intensidade de tempo. Pequenos períodos meditando podem levar a ótimos resultados, enquanto uma longa duração pode ser frustrante. Se fizer questão de uma medida de tempo, use múltiplos de 3 minutos. Comece com três, quando estiver confortável, experimente seis minutos, nove... Vá expandindo o tempo quando considerar que está pronto.


Por que meditadores sentam em posição de lótus?

A postura de lótus é confortável para manter períodos longos de imobilidade com a coluna reta. Você pode conseguir essa mesma postura usando uma almofada como apoio ou sentado em uma cadeira. Mas as posturas são apenas uma ferramenta do meditador para alcançar a quietude. Não se apegue ao corpo.


Relaxando antes da meditação. Algumas pessoas sentadas no chão, outras em cadeiras, mas todos com o mesmo propósito.

Posso meditar com música?

Muitas pessoas que estão iniciando na meditação não conseguem relaxar com foco de atenção na respiração. Nesses casos, pode-se usar um apoio sonoro, como músicas instrumentais, músicas relaxantes ou mantras. Mas busque não depender de sons para se concentrar. Estímulos externos podem dificultar o caminho do autoconhecimento.


Em quanto tempo sentirei os resultados benéficos da meditação?

O tempo de cada pessoa varia. Não cobice o resultado. Trabalhe firme, mas sem expectativas.


Quem deu um passo no caminho, se encontra um passo mais perto do objetivo. Quem deu cem passos, esta cem passos mais perto do objetivo. Então comece logo, pois os benefícios são grandes e você os sentirá no momento adequado.


CONCLUSÃO

Quem toma a firme decisão de mudar seus padrões de comportamento para alcançar uma vida mais feliz e próspera, já começa a obter os frutos de aproveitar a jornada, se desapegando do resultado.


Se você sofre com ansiedade, talvez tenha seguido por anos em uma espiral descendente de acúmulo de sofrimento e emoções negativas. Não vai conseguir interromper esse movimento automaticamente. É preciso tempo, paciência e disciplina.


No entanto, revertendo o percurso com bons hábitos, como o de se autoconhecer a cada dia, o caminho passa a ser em espiral ascendente e o novo impulso facilita esse movimento. Conscientes do que deve ser feito, vamos parando de tropeçar, ficando fortes e ágeis. O caminho não fica mais fácil, os obstáculos não somem, mas estamos cada vez mais preparados.


E você passa a ter um bom dia, todos os dias.

55 visualizações
CONTATO

Av. dos Parques, 45

Alphaville, SP - 06544-300

​​

WhatsApp: (11) 9 5602 1120

Youtube: Aqui Tem Negócio

Instagram: @ricardo.ricchini

Linkedin: ​Ricardo Ricchini

Facebook: Ricchini Consultoria e Treinamentos

©Ricchini - Consultoria e Treinamento