4 Etapas para aumentar as vendas da sua loja de móveis


Acredito que todo empresário quer ter sucesso. Mas como a palavra sucesso é subjetiva, vejo com muita frequência donos de empresas focando em criação, desenvolvimento e produção, enquanto dão pouca ênfase ao comercial.

Eu sei, eu sei… Vendas parece ser bem menos estimulante que planejar a casa dos sonhos de seu cliente, mas o mundo dos negócios é claro: só atendemos pessoas se elas souberem que existimos. Então elas precisam entender nosso valor. Aí elas compram.


Entenda uma coisa importante: a maioria dos compradores querem ter duas expectativas atendidas em relação aos móveis:

  1. Adquirir design (beleza e função).

  2. Ter um relacionamento de longo prazo com os móveis.

Preço não é a preocupação principal (acredite). Preço é flexível, pois a percepção de custo depende da percepção de vantagens e benefícios.


Enfim, sua postura precisa ser coerente. Você precisa causar uma impressão positiva (1) e duradoura (2). É a estratégia que vai fazer com que os clientes em potencial mantenham sua marca em mente quando estiverem prontos para comprar.


O mercado evolui, o mundo muda (e como muda!), os clientes exigem cada vez mais... Portanto nenhum empresário pode se dar ao luxo de ter uma estratégia fraca. Você precisa ser o mais lembrado no momento certo e fornecer uma experiência de jornada do cliente que seja irresistível.


Uma estratégia eficaz, para o seu negócio de móveis, o ajudará a determinar quem são seus clientes ideais, como fornecer as experiências que eles desejam, como cultivar relacionamentos que levem ao envolvimento de longo prazo e como fazer tudo isso enquanto gerencia seu negócio.


A vantagem é que podemos começar aos poucos e em etapas!

Eu disse etapas? Então:


Como melhorar suas vendas em 4 etapas


Etapa 1

Entenda quem quer comprar seus móveis e os encontre

Regra de ouro: “Todo mundo não é seu cliente”.

Mesmo que você queira vender para qualquer pessoa, o fato é que algumas pessoas vão amar seus produtos mais que outras. Você venderá mais móveis se puder identificar quem são as pessoas que amam.


Se não tiver certeza de como descrever seus clientes principais, existem várias técnicas, mas a que está fácil para você agora é: pergunte para eles!

Conduza pesquisas, tanto com clientes antigos, como no seu site e redes sociais. Ofereça um brinde para quem responder… E retirar na sua loja.


Ter uma imagem de seu comprador ideal, incluindo idade, sexo, ocupação, renda média e preferências o ajudarão a determinar como divulgar para eles.

Bônus. Vai parar de desperdiçar verba de marketing!


Etapa 2

Torne seu site, redes sociais e sua loja tão lindos quanto seus móveis

Preste atenção na palavra “tão”. Mais lindo ou menos lindo não vai dar a compreensão correta ao seu cliente definido na etapa acima.


Você sabe: clientes fazem pesquisa online. E não é só no seu site. É também no Google Maps e no Google Meu local. Ou seja, antes de pisarem na sua loja, antes de fazerem contato... Já sabem tudo o que você decidiu mostrar a eles (querendo ou não).

Lembre-se, você está no negócio de fazer coisas bonitas, úteis e duráveis

Faça com que seus produtos tenham a melhor aparência. Dê o tratamento que eles merecem, com imagens que irão inspirar seu público. Mostre peças, ambientes ou temas de decoração.


Torne sua comunicação online um local onde os clientes busquem ideias, mesmo que eles (ainda) não estejam procurando comprar.


Não se faça de difícil!

Depois de ter o interesse de um cliente, você vai querer mantê-lo por perto, certo? Certifique-se de que possam navegar facilmente, encontrando inspiração para criar designs, admirar produtos específicos e fazer um pedido que tenha resposta rápida.


Crie experiências, não produtos

Etapa 3

Você já sabe quem são seus clientes e selecionou as melhores maneiras de apresentar seus produtos. Como você traduz isso em aumento nas vendas de móveis?


Procure maneiras de tornar mais fácil para clientes em potencial comprarem de você, em vez de outra loja. Ofereça garantias fáceis, dê incentivos, mostre as políticas de devolução. Mantenha seus vendedores treinados em Inteligência Emocional, ou seja, que sabem “como funciona a cabeça” do cliente.


Isso vai ajudar a construir um grau de confiança que é determinante para que os negócios aconteçam.

Torne mais fácil seu cliente dizer "Caramba, sim!"

Desenvolva uma Estratégia de Retenção de Clientes

Reter os clientes que você conquistou custa menos e gera mais lucros do que adquirir novos. Depois que um cliente comprar de você, dê a ele bons motivos para continuar a interagir com você. E te indicar!


Etapa 4

Envolva-se!

Quando eu vou comprar móveis, sempre tenho muitas dúvidas. Não sou decorador ou arquiteto e normalmente não penso em contratá-los, a não ser que alguém me convença que isso é muito importante.


Eu me sinto carente quando vou comprar móveis. Fico preocupado em gastar dinheiro comprando errado. Em fazer más escolhas. Em perder tempo.


Se eu souber que alguém se importa comigo, que pode me ajudar e que me passe uma expectativa que a experiência vai ser ótima Vou comprar dessa pessoa. E se as expectativas forem cumpridas, eu vou indicar. Me transformo no embaixador da marca e a defendo.


Sabe o que é engraçado? Você pode pensar: “Então quero um cliente igual ao Ricchini”, mas todo mundo é “igual ao Ricchini” quando tem uma boa experiência.


Simplesmente reagimos ao gatilho mental da reciprocidade quando somos bem atendidos.


Resumão: simplesmente faça para os outros o que gostaria que fizessem para você.

Eu usei informações do site www.plytix.com na confecção desse artigo